Criar uma loja online e colocar os produtos disponíveis é um processo simples. O que requer mais trabalho e dedicação é cumprir o sonho de toda a plataforma de e-commerce, especialmente das plataformas mais pequenas, ou seja, conseguir chegar à primeira página da procura Google.

E-commerce SEO representa a fundação para que os websites consigam construir uma base da sua estratégia de marketing digital. Se está apenas a começar um novo website ou a querer otimizar o seu crescimento, as dicas que vamos referir posteriormente, irão ajudar a acelerar o seu crescimento.

Caso esteja ainda a dar os primeiros passos, consulte o nosso 1º artigo sobre SEO que funciona como uma introdução ao tema.

1ª Dica: Integração com Google Search Console   

Conhecido previamente como “Google Webmaster Tools”, esta plataforma em particular tem sido sujeita a muitas alterações ao longo dos anos, mas tem permanecido como uma ferramenta fulcral para designers, peritos em SEO, empreendedores, profissionais de marketing e até programadores.

O que é a Google Search Console(GSC)?

Trata-se de uma ferramenta grátis da Google, que nos permite aprender mais sobre um website e as pessoas que o usam. Por exemplo:

  • Quantas pessoas visitam o meu website?
  • Como é que encontraram o meu website?
  • Que páginas são mais populares?
  • Pessoas visitam a partir de dispositivos móveis ou desktop?

Estes pormenores são muito importantes, pois a existência de tráfego orgânico no nosso website é extremamente valioso e temos de nos certificar que nada afeta uma boa performance nas procuras Google.

Google Analytics vs GSC   

Google Analytics é uma ferramenta fenomenal quando queremos saber como é que as pessoas chegam ao nosso website, de que parte do mundo é que o fazem e por quanto tempo ficam no nosso site, mas por vezes isto não é suficiente.

GSC leva este processo um passo ainda mais longe ao permitir uma análise detalhada das seguintes métricas:

  • Palavras-chave;
  • Cliques;
  • Impressões;
  • Taxa de cliques (CTR);
  • Tráfego;
  • Páginas indexadas;
  • E muitas mais.

Por exemplo, através desta ferramenta, conseguimos perceber as palavras-chave que são capazes de gerir tráfego para o nosso website sendo esta informação muito útil para melhorar o seu SEO.

O relatório acerca das palavras-chave do nosso website pode ser interpretado através de:

  • Número de cliques, sendo este o indicador da quantidade de vezes que alguém acede à nossa página através de uma certa pesquisa;
  • As impressões, é o indicador da quantidade de vezes que a página surge na pesquisa;
  • O CTR representa a percentagem de impressões que resultaram num clique;
  • E temos ainda o indicador da posição média que simboliza a classificação média da nossa página conforme a pesquisa realizada.

Através da interpretação destes dados, iremos ter acesso aos dados do nosso website que estão a ter melhores e piores resultados, permitindo que façamos um aperfeiçoamento do nosso SEO. E esta é apenas uma das potencialidades da GSC, havendo ainda muitos mais relatórios disponíveis, como por exemplo Cobertura, Sitemaps, Remoções.

Com o decorrer do tempo, iremos ter cada vez mais informação para análise para aperfeiçoar o nosso SEO e consequentemente melhorar a classificação nos resultados dos motores de busca.

2ª Dica: Conteúdo   

Para ter bons resultados nos motores de busca, é imperativo que haja conteúdo de qualidade. Não é por acaso que a capacidade de criação de conteúdo de qualidade é um traço cada vez mais requisitado pelas empresas, pois este mesmo conteúdo é essencial para surgir e manter a posição no topo das pesquisas.

Título e descrição

Numa página de e-commerce dois dos mais importantes elementos SEO é o título da página e a descrição.

O título da página do produto deve procurar combinar as palavras-chave que potenciais clientes estarão a pesquisar com detalhes sobre os produtos.

Um exemplo de modelo bem-sucedido para este formato de título é o seguinte:

<title> Marca Produto Nome Palavra-Chave </title>

Informação detalhada sobre os produtos da loja é de extrema importância, pois ajuda a convencer os visitantes a comprar e fornece dados de indexação para os motores de busca.

black iPad displaying color gradient

ATENÇÃO!

Evitar utilizar conteúdo generalista, fornecidos pelos fornecedores ou outras páginas!

Porquê?!

O uso de conteúdo generalista reduz a diferenciação da nossa loja da concorrência, para além de que, a utilização deste tipo de conteúdo irá aumentar a probabilidade de haver conteúdo duplicado!

Conteúdo duplicado resume-se a todo o conteúdo repetido e utilizado de forma excessiva, sendo considerado como conteúdo pouco relevante na nossa página, levando à penalização da classificação da loja.

PRO TIP: Adiciona canonical tags para conteúdo em duplicado, ou conteúdo que aparece em várias localizações.

Conteúdo é importante!
0%
Chegamos então à conclusão que os conteúdos das páginas são, importantíssimos, para os motores de busca devolverem a nossa página nas pesquisas efetuadas por potenciais clientes.

Palavras-chave

O objetivo de todas as lojas online é surgir na página inicial dos motores de busca através das palavras-chave utilizadas que os compradores utilizam nas pesquisas.

Existe duas formas de utilizar as palavras-chave:

  • Palavras-chave head tail, são mais generalistas, uma ou duas palavras;
  • Palavras-chave long tail, são mais específicas, sendo termos mais detalhados.

Não cometa o erro de tentar adivinhar os termos ou palavras-chave mais indicadas. Coloque as suas campanhas SEO na direção certa com a devida pesquisa acerca das melhores palavras-chave a utilizar no seu caso em específico. Google Trends e Ubersuggest facilitam a tarefa no que toca a esta pesquisa.

Após feita a pesquisa das palavras-chave mais indicadas, de forma a tentar melhorar os resultados, podemos incluir em:
  • Títulos de descrição de produtos;
  • Páginas informativas;
  • Artigos de blog.

Queremos palavras-chave com elevado volume de procuras por mês e que tenham boa probabilidade de se tornar clientes. Idealmente, concorrentes diretos não estarão a utilizar as mesmas palavras-chave. Por último, não é uma boa ideia usar palavras-chave que também sejam utilizadas por grandes companhias como a Amazon.

Otimização de conteúdo

A constante análise do conteúdo da nossa loja é uma prática essencial e presente em qualquer website de e-commerce. Regularmente surgem novas tendências, novas pesquisas, novos concorrentes sendo os motores de busca também atualizados conforme estas variações.

Sendo assim, é imperativo, que através da análise dos resultados da nossa loja nos motores de busca, adaptemos o conteúdo das nossa páginas aos termos mais utilizados de forma a ter conteúdo mais relevante e obter tráfego orgânico.

Durante o processo de otimização de conteúdo devemos:
  • Remover conteúdo antigo de SEO;
  • Utilizar palavras-chave atuais e com maior tendência a tráfego;
  • Remover conteúdo duplicado;
  • Evitar utilizar demasiadas palavras-chave.

3ª Dica: Construção de Links   

Uma das formas de destacar-se perante os motores de busca de que o nosso site é uma referência é através de Construção de Links (Link Building).

 Através de links externos e também internos, os motores de busca irão ter uma perceção da popularidade da nossa loja e torná-la mais relevante nos resultados de pesquisa.

A criação de links na nossa loja não tem tanto peso para os motores de busca, no entanto, é uma tarefa mais simples e contribui para a perceção sobre quais são os links relevantes da nossa página.

É aqui que entram os BackLink!

Ao conseguirmos que a nossa loja seja referenciada noutra página, aumentamos consideravelmente o SEO da nossa loja.

Este tipo de links funcionam à base de parcerias e referências. Alguns exemplos de formas de conseguir algumas menções:

  • Ser destacado num fornecedor como ponto de venda;
  • Criar conteúdo partilhável para o público (infográfico, estatísticas, tutoriais);
  • Criar conteúdo noutra página/blog.

ATENÇÃO!

EVITAR acima de tudo links quebrados (páginas 404).

Ter várias páginas que originam este tipo de página irá prejudicar o SEO e penalizar o posicionamento nas procuras dos motores de busca. Sendo facilmente evitável, é algo a ter atenção.

PRO TIP: Caso queira verificar a existência destas páginas na sua loja, o Google Search Console ajuda a perceber quais as páginas 404 e a remover essas páginas da indexação.

Concluindo…

Não há uma fórmula direta a nível do SEO que permita colocar a nossa loja no topo das pesquisas dos motores de busca.

No entanto, com a criação de uma estratégia SEO adequada, irá ter uma fundação para crescer num mercado digital cada vez mais competitivo.

Esperemos que este artigo de opinião tenha sido elucidativo, mesmo que superficialmente e que ajude na distinção da sua loja em relação à competição.

A Creathing trata-se de uma agência digital e sendo a criação de lojas online um dos serviços oferecidos, estamos disponíveis para ajudar com o sucesso do seu website.

Precisa de Ajuda?

Francisco
Francisco

Usamos Cookies para lhe proporcionar a melhor experiência. Politica de Cookies

Voltar
Messenger
WhatsApp
Skype
Email
Ligamos-lhe de volta